Connect with us

Sociedade

Luanda: Agentes da Polícia morto a tiro por marginais

Published

on

Um agente da Polícia Nacional perdeu a vida ontém, no Kilamba Kiaxi em Luanda e outro ficou ferido alvejados por disparos de arma de fogo efectuados por marginais que se faziam transportar numa motorizada, quando foram abordados pelas forças da ordem.

Tratam-se do agente António Manuel José, que perdeu a vida, ontém, 29 de Setembro no Município do Kilamba Kiaxi, em Luanda.

Segundo a Polícia Nacional, o crime ocorreu por volta das 16h40m, quando os agentes da ordem, em serviço, Inspector-Chefe, Bernardo Mendes e o malogrado, agente António Manuel José, interpelaram os meliantes, abordos de uma motorizada de marca Agir, cor preta, e estes, “sem meias medidas”, efectuaram disparos a queima-roupa contra os efectivos da Polícia Nacional, tendo uma das balas atingido mortalmente a cabeça do agente e a outra bala ferido o membro superior (braço) do Inspector-Chefe, ambos efectivos do Comando Provincial de Luanda, colocados no Municipio do Kilamba Kiaxi. Os dois aprestam serviço na Esquadra dos Rastas, concretamente, na Esquadra móvel do Chibay.

De acordo com a nota da Polícia, a que o Correio da Kianda teve acesso, o Inspector-Chefe e o Agente foram ainda socorridos para Hospital Geral de Luanda, onde o Agente conheceu a morte.

A Polícia Nacional  perde assim, nas mesmas circunstâncias, no espaço de quase uma semana, dois agentes policiais que cumpriam zelosamente a sua missão de manter ordem e a  tranquilidade públicas, sendo que o primeiro caso ocorreu no último final de semana na Centralidade do Sequele, onde o agente  Julião Jercy Rodrigo foi atingido, mortalmente a tiro e foi, ontem, a enterrar no cemitério do Benfica em Luanda.

Colunistas