Connect with us

Economia

Luanda acolhe Fórum sobre Reconversão da Economia Informal

Published

on

Com foco na sustentabilidade fiscal, arranca esta terça-feira, 19, em Luanda, o primeiro Fórum Internacional sobre a Reconversão da Economia Informal (FIREI), evento que terá na abertura o ministro de Estado para a Coordenação Económica, José de Lima Massano.

Estarão presentes ainda especialistas do Brasil, Cabo Verde, Moçambique e da Organização dos Estados de África, Caraíbas e Pacífico (OEACP), da União Europeia, do PNUD e OIT, FAO, além de especialistas do sector público e privado de Angola.

Sob o lema “Reconversão da economia informal: vector para o crescimento económico e a sustentabilidade fiscal” serão debatidos os “desafios da transição da economia informal e a sustentabilidade económica em países desenvolvidos, boas práticas sobre uma abordagem de transição da economia informal, experiências internacionais, o novo paradigma da transição da economia informal para formal, o papel da comunicação e sensibilização, assim como, a inclusão financeira na formalização da economia”, diz o programa ao qual o Correio da Kianda teve acesso.

Iniciativa do Executivo angolano, sob execução do Ministério da Economia e Planeamento, o certame terá cinco mesas redondas e visitas aos mercados de São Paulo e Catinton, na capital do país.

Formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, a profissional actua no mercado de comunicação há 18 anos. Iniciou a sua carreira em 2004, apresentando um programa de rádio e logo migrou para a comunicação digital, para a impressa e, posteriormente, a institucional. Tem vasta experiência como web journalist, criação e gestão de redes sociais, tendo participado dos projectos de desenvolvimento de diversos sites, blogs e redes sociais governamentais, privados e do terceiro sector. Reside em Luanda desde 2012, tendo trabalhado como jornalista no portal de notícias Rede Angola, como assessora de imprensa e directora de Comunicação e Operações nas Agências NC - Núcleo de Comunicação e F.O.T.Y, atendendo diversos clientes governamentais e privados. Actualmente trabalha como editora do portal Correio da Kianda.