Connect with us

Sociedade

líderes das associações de taxistas acusam a policia de perseguição

” Estamos a cinco dias a dormir fora das nossas casas. A perseguição está tão alta, que a polícia está a caçar cada líder das associações nas suas próprias residências. Denunciou, na tarde desta terça-feira, em conferência de imprensa, Francisco Paciência, presidente da associação dos taxistas, ANATA.

Published

on

Os líderes das associações de taxistas, nomeadamente a ANATA, a ATA e a ATL, denunciaram na tarde desta terça-feira, em conferência de imprensa, estarem a ser alvo de detenções arbitrárias, por parte da Polícia Nacional, que desde a data em que se convocou a greve, de acordo com Francisco Paciência, Presidente da ANATA, têm sido fortemente perseguidos, por agentes da Polícia, e supostamente pelos agentes do SIC.

Segundo Francisco Paciência, os líderes das associações, associados e taxistas, foram alvos de várias detenções arbitrárias, acompanhadas de agressões físicas e psicológicas, sem uma explicação plausível por parte da policia em Luanda.

As referidas associações acima citadas, que decidiram por unanimidade suspender nesta terça-feira a greve convocada, para dialogar com o Governo Provincial de Luanda, asseguraram, voltar a paralisar os serviços de taxi nos próximos dias, caso, o Governo Provincial de Luanda, não atenda os outros pontos, do caderno reivindicativo.

Falando para os Jornalistas, os três líderes associativos, demarcaram-se aos incidentes que na manhã desta segunda-feira ocorreram no Benfica, e acusaram órgãos de comunicação social do Estado, de terem enganado a opinião pública, aquando da declaração do levantamento da greve, na semana finda.

 

Por: Dumbo António

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *