Connect with us

Politica

Liberty Chiyaka contradiz-se em relação a governação de Kussumua no Huambo

Published

on

Um mês depois de pedir em conferência de imprensa a demissão do Governador Provincial do Huambo, João Baptista Kussumua, o secretário da Unita na província do Huambo, Liberty Chiyaka, admitiu hoje (terça-feira), no planalto central, existir interesse do Governo local em melhorar, cada vez mais, a gestão dos bens públicos, além de primar pelo diálogo franco e aberto.

Falando à imprensa, no final de um encontro com o governador João Baptista Kussumua, o político disse esperar que estas intenções se efectivem e se estendam às administrações dos 11 municípios da província.

“Solicitamos um encontro com o governador, com objectivo de termos algum esclarecimento acerca da gestão da coisa pública, pois o Governo tem o dever de informar os cidadãos sobre a administração corrente do património do Estado. Estamos satisfeitos com os esclarecimentos de alguns equívocos que, nos últimos dias, se têm levantado”, enfatizou.

Liberty Samuel Chiyaka disse que, de maneira geral, o governo da província está empenhado na busca de soluções para resolver as questões sociais que afligem a população local, esperando, desta forma, que tais resultados sejam cada vez melhores.

Afirmou que a UNITA, enquanto maior partido político da posição, tem a responsabilidade de alertar e exigir aos órgãos do governo, nos termos da Constituição da República, o cumprimento das suas tarefas, visando a promoção do desenvolvimento e do bem-estar da população.

Disse ter discutido com o governador João Baptista Kussumua questões ligadas a melhoria da assistência médica e medicamentosa, gestão escolar, da situação da produção, transporte e fornecimento de energia eléctrica, assim como dos funcionários desactivados do Sistema de Gestão Financeira do Estado (SIGFE).

Colunistas