Connect with us

Lifestyle

Lançada agenda da Bienal 2023

Published

on

A Comissão Multissectorial encarregue de preparar as condições de realização do Fórum Pan-Africano para a Cultura de Paz e Não-Violência lançou, nesta quarta-feira, no Centro de Imprensa Aníbal de Melo, em Luanda, a Agenda da Bienal 2023, para a divulgação de uma actividade que tem como objectivo divulgar, quinzenalmente, informações relevantes sobre a 3.ª Edição da Bienal de Luanda, a realizar-se nos dias 22, 23 e 24 de Novembro de 2023.

Da agenda, constam, igualmente, acções da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) e União Africana para a promoção da paz no continente africano.

A apresentação do programa foi feita pelo Coordenador do Comité Nacional de Gestão da Bienal de Luanda, Embaixador Diakumpuna Sita José, que, na ocasião, referiu tratar-se de uma acção de carácter informativo em torno da 3.ª Edição da Bienal de Luanda que, neste ano, realiza-se sob o lema “Educação, Cultura de Paz e Cidadania Africana como Ferramentas Para o Desenvolvimento Sustentável do Continente”.

De acordo com o Embaixador, o Fórum Pan-Africano para a Cultura de Paz realiza-se em Luanda, de dois  em dois  anos, por decisão saída da 24.ª Sessão da Assembleia de Chefes de Estado e de Governo da União Africana, que teve lugar em Addis Abeba, Etiópia, em 2015, através da qual foi solicitado que a Comissão da União Africana trabalhasse em concertação com a UNESCO e o Governo da República de Angola para a sua materialização.

A Bienal de Luanda tem, entre vários objectivos, a finalidade de contribuir para a construção e realização de uma África integrada, pacífica e próspera, em que os seus filhos assumam uma posição assertiva e solidária na transformação económica e social do continente, formar uma geração de jovens africanos como agentes de paz, estabilidade e desenvolvimento, prevenir a violência e resolver conflitos através da cultura e da educação, não deixando ninguém para trás

Vários chefes de Estados e de governos a volta do mesmo tema

A 3.ª Edição da Bienal de Luanda está organizada por seis painéis, com destaque para o Painel de alto nível, cujos prelectores serão os Chefes de Estado e de Governos, para debater o tema “Os Jovens, actores na promoção da cultura de paz e transformações sociais do continente”.

Com relação ao público-alvo, o Fórum vai contar com a participação de cerca de 600 pessoas, incluindo Membros de Governos, Representantes das Organizações Internacionais, de Instituições Financeiras, do Corpo Diplomático, de Empresas Públicas e Privadas, de Instituições Eclesiásticas, de Autoridades Tradicionais, Reitores e Decanos, Professores, Jovens Líderes, Empreendedores, Comunidades Artística, Científica e Desportistas, Estudantes Universitários e Sociedade Civil.