Connect with us

Desporto

Laborinho quer equipa do Interclube mais próxima das comunidades

Published

on

O Presidente da Mesa da Assembleia Geral do Grupo Desportivo Interclube, equipa afecta ao Ministério do Interior, Eugénio César Laborinho, exortou aos membros de direcção, sócios e simpatizantes do Clube, a tornar a equipa mais dialogante, comunicativa e próxima das comunidades.

Eugénio Laborinho, que falava durante o acto de abertura da Primeira Reunião Ordinária da Mesa da Assembleia Geral do Interclube, na tarde desta segunda-feira, 31, sublinhou que “há tarefas que têm que ser executadas agora e já”.

“A génese do Interclube não tem alinhamento ao lucro, ao enriquecimento de quem nele trabalha, pois, os seus precursores pensaram na recriação e ocupação dos tempos livres dos efectivos e da população em geral, afastando, desta feita, às crianças, os jovens e adultos das práticas nefastas ao convívio social” disse em comunicado divulgado pelo Ministério do Interior.

Eugénio Laborinho salientou que os fundadores do Interclube pensaram na inserção das crianças e dos jovens na sociedade e, por isso, destacou, “todos nós sócios, dirigentes deste grande clube devemos tudo fazer para manter vivo este objectivo fundante do grupo desportivo”, sublinhou.

Falando na presença dos membros de direcção, Laborinho recomendou maior envolvimento da equipa nas acções sociais, maior integração, diálogo permanente com a sociedade, comunicar mais e melhor, fundamentalmente nas comunidades que circundam as bases, um pouco por todo o país.

O ministro do Interior continuou realçando que, apesar de haver cerca de 10% de utilizadores das novas tecnologias em Angola, deve-se tirar delas o maior proveito. “Precisamos olhar com olhos de ver” este sector, prestando maior atenção, apostando um pouco mais, canalizando mais recursos humanos e financeiros. É necessário que a direcção, os sócios encontrem, com brevidade, fórmulas capazes de inverter o quadro, começando, por atrair quadros do MININT, cujas competências, na matéria, sejam inquestionáveis”.

De forma reiterada, Eugénio Laborinho reforçou para a necessidade de encontrar fórmulas que possam atrair os melhores quadros para se comunicar mais e melhor de modo a que no futuro se tenha um quadro diferenciado.

Refira-se que, o Ministro do Interior, Eugénio César Laborinho esteve ladeado do Secretário de Estado do Interior, José Bamóquina Zau e do Comandante Geral da Polícia Nacional de Angola, comissário-geral, Paulo Gaspar de Almeida.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Daniel Sapateiro
Daniel Sapateiro (17)

Economista e Docente Universitário

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (25)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (89)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (21)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania