Connect with us

Politica

Justino Pinto de Andrade abre mão da presidência do Bloco Democrático

Published

on

O presidente do partido político Bloco Democrático (BD), Justino Pinto de Andrade, anunciou, em entrevista ao Correio da Kianda, que não vai mais se candidatar à presidência do seu partido. O político ocupa o cargo há 10 anos, desde a fundação.

“Em primeiro lugar, na próxima convenção do partido BD, em Abril, a ter lugar em Luanda, eu não me apresentarei novamente como candidato para presidente do partido, deixarei o cargo para os mais novos”, declarou Justino Pinto, ao nosso jornal, e informou que continuará dentro do partido, “dando contributo e ajuda e com a minha experiência no que for necessário”.

Justino Pinto, que considera estar a deixar o Bloco Democrático “em boas mãos”, revelou que irá apoiar umas das listas que apresentar melhor programa.

A declaração foi feita na tomada de posse dos membros da comissão eleitoral para a IV Convenção do Bloco Democrático, liderados por membros da sociedade civil, entre eles consta, o presidente do Sindicato de Jornalistas de Angola, Teixeira Cândido; Olívio Kilumbo, Cecília Quitombe e o activista Kambolo Tiaka-Tiaka, numa cerimónia que contou com a presença do presidente do BD, Justino Pinto de Andrade, vice- presidente, Luís de Nascimento, secretário Geral, João Alfredo Baruba, e membros do secretariado nacional juventude.

Entre os possíveis sucessores de Justino Pinto de Andrade à frente do Bloco Democrático está o economista Filomeno Vieira Lopes, membro co-fundador deste partido, e um dos mais influentes políticos do BD. E para secretário geral, o então já declarado candidato Adão Ramos, continua sem opositor.