Connect with us

Sociedade

Justiça preocupada com aumento de número de cidadãos da RDC com cédulas falsas

Published

on

Os órgãos que intervêm na administração da Justiça no Bengo mostraram-se, nesta sexta-feira, 09, preocupados com o aumento de casos de posse de cédulas pessoais falsas por parte de cidadãos estrangeiros provenientes da RDC. Os membros deste órgão decidiram que, doravante a autenticidade destes documentos, passarão a ser encaminhadas para a Delegação Provincial da Justiça e Direitos Humanos.

A primeira reunião dos órgãos que intervêm na administração da Justiça, decorreu na sala de reuniões da Delegação do MININT/Bengo, e foi presidida pelo juiz presidente do Tribunal de Comarca do Dande, José Lobão Cosme, ladeado da Procuradora Titular da República no Bengo, Carla Patrícia Correia, do Delegado da Justiça Ambrósio Casal, do Delegado Provincial do MININT, comissário Delfim Kalulu Inácio, do representante do Procurador da Região Naval Norte, Capitão de Fragata, Benjamin Massango, e do provedor da Justiça, Martinho Ferreira.

O encontro teve como objectivo analisar as questões que preocupam os cidadãos da província, em termos de administração da Justiça, bem como sobre a tentativa de uma suposta rebelião por parte de um grupo de reclusos internados no estabelecimento prisional do Caboxa.

Os responsáveis da Justiça na provincia do Bengo concluíram ainda que não existem excessos de prisão preventiva na cadeia do Caboxa e analisaram, igualmente, a tentativa de rebelião ocorrida recentemente no referido estabelecimento penitenciário.

Os membros dos órgãos que intervêm na administração da Justiça no Bengo recomendaram às entidades da província a melhoria das condições de ampliação e iluminação pública do troço rodoviário que liga Panguila-Caxito, por ser crítico em termos de acidentes de viação.

Fizeram parte do encontro oficiais de Justiça da Procuradoria-Geral da República, do Tribunal de Comarca do Dande, da Provedoria da Justiça e da Delegação do MININT.