Connect with us

Politica

Juízes do Supremo “retiram confiança” à Joel Leonardo

Published

on

Os juízes do Tribunal Supremo pediram que a Procuradoria Geral da República investigue denúncias contra Joel Leonardo, dentre elas, práticas de corrupção, peculato e tráfico de processos.

“É necessário que o Ministério Público tome as providências necessárias, para que se cumpra a legalidade”, afirmou o jurista Agostinho Canando, ouvido pela DW, e acrescentou: “não precisamos de dar uma declaração de culpa a Joel Leonardo, mas, se as acusações forem verdadeiras, há a necessidade, sim, de se travar.”

Até o momento, Joel Leonardo tem negado todas as acusações. Conforme publicado anteriormente pelo Correio da Kianda, o presidente do Tribunal Supremo estaria envolvido em uma rede de extorsão, que cobrava valores monetários ou bens patrimoniais para os processos terem rumo diferente da tramitação normal.

Na semana passada, o Presidente da República reagiu às acusações, dizendo que do que é do seu conhecimento, “há alegações de eventuais crimes mas que, por enquanto, nada prova o envolvimento, até agora, do venerando juiz presidente do Tribunal Supremo”, disse, João Lourenço.

Entretanto, nos corredores do TS diz-se que Joel Leonardo afirma que “não sairá do cargo”, por, segundo diversas publicações, “gozar da confiança do presidente Chefe de Estado angolano”.

Certo é, que desde o pedido de renúncia da Presidente do Tribunal de Contas, Exalgina Gamboa, tem sido crescente a pressão para que Joel Leonardo apresente também o pedido de demissão.

De ressaltar, que até então, a PGR ainda não se pronunciou sobre o caso.

Combate à corrupção: começam alterações na Justiça angolana

Colunistas