Connect with us

Sociedade

Jovens prometem manifestar-se contra morosidade na entrega dos apartamentos da Centralidade “ Vida Pacífica”

Published

on

A falta de esclarecimento na morosidade, e o não cumprimento do contrato por parte do Instituto Nacional da Habitacão, de acordo com um grupo de jovens de diferentes extractos sociais beneficiários de habitações na Centralidade “Vida Pacífica”, está na base da manifestacão, prevista para os próximos dias, a serem realizadas defronte aos referidos imóveis.

Segundo os Jovens, que nesta segunda-feira concentraram-se defronte os edifícios da referida centralidade, um ano depois de terem assinado o contrato-promessa com o Instituto Nacional da Habitação, até ao momento, nenhuma satisfacão lhes tem sido dada, de como anda o processo, contrariando assim, o estipulado no contrato, que as entregas seriam feitas 8 meses depois da assinatura de ambas as partes.

São no total mil e 120 apartamentos disponibilizados em 2019 pelo Estado à juventude, sob mediação do Conselho Nacional da Juventude, CNJ.

Com contratos em mãos há mais de um ano, os promitentes compradores, vêem-se impedidos de aceder aos apartamentos, pelo facto dos mesmos estarem a espera a vários meses de obras de reabilitação.

O facto, tem estado a inflamar a ira dos jovens beneficiários, que acusam o ministro Tavares de retardar a entrega das casas com fins inconfessos. Indignados, os jovens que tencionam receber as suas moradias nas condições em que elas se encontram, convocam protestos ininterruptos, sendo que o primeiro deles esteve agendado para segunda-feira passada, 21, na “Vida Pacífica”, do qual se seguirão outros defronte às instalações do Ministério das Obras Públicas, Construção e Ordenamento do Território.