Connect with us

Sociedade

Jovem de 22 anos mata e enterra a própria esposa

Redação

Published

on

jovem de 22 anos mata e enterra a própria esposa - CRIMES - Jovem de 22 anos mata e enterra a própria esposa

O bairro Chimbicato, no Distrito Urbano do Camama, registou, no dia 1 de Novembro, um crime hediondo. Um cidadão de 22 anos de idade está a ser acusado de ter matado a sua esposa, de 21 anos, com golpes de martelo e ter ocultado o cadáver.

O crime aconteceu às 6h da manhã, quando o cidadão que responde pelo nome de Adilson Mwacaseia, de 22 anos de idade, por razões passionais desentendeu-se com a sua esposa, Deolinda Francisco, de 21 anos de idade, ao ponto de espancá-la com um martelo.

Segundo o intendente Hermenegildo de Brito, que veio a confirmar o facto, a Polícia Nacional recebeu uma denúncia, no Comando de Talatona, de um crime de homicídio por espancamento, acção praticada pelo cidadão ora citado, de que é vítima Deolinda Francisco, de 21 anos de idade.

O cidadão está a ser acusado de ter espancado a esposa até à mor- te com vários golpes de martelo na cabeça e, seguidamente, enterrou-a numa residência inabitada, no Distrito do Camama, bairro do Chimbicato.

Segundo o director de Comunicação Institucional do Comando Provincial, Intendente Hermenegildo de Brito, o facto ocorreu durante uma discussão por razões passionais, em que o agressor disferiu vários golpes à vítima e, quando esta estava imobilizada, cavou um buraco e envolveu a vítima num pano branco e enterrou-a.

“Durante o processo de exumação, a vítima apresentava várias lesões na região da cabeça, provavelmente provocadas por um objecto contundente. Depois da exumação, os peritos do Laboratório Central de Criminalística depositaram o cadáver na Morgue Central”, disse ele, acrescentando que já foi instalado o competente processo crime e diligências estão em curso no sentido de deter o cidadão que se encontra em fuga.

De homicídio voluntário motivado por questões passionais não é tudo na cidade de Luanda, uma vez que a Polícia registou um outro, ocorrido no interior de uma residência no bairro Ben ca.

Neste crime, de que é vitima a cidadã que em vida respondia pelo nome de Antonica Alexandre Bernardo, de 42 anos de idade, o acusado recorreu ao uso de uma arma branca (faca) com que a golpeou no pescoço.

A accão praticada pelo cidadão Bernardo Ficameni, de 42 anos de idade, natural do Cunene, residente no município do Talatona, distrito urbano do Ben ca, bairro Chinguar, resultou de um desentendimento com a sua esposa, supostamente por ciúmes.

Bernardo, depois de ter cometido o crime, retirou-se da residência e entregou-se às autoridades. A vítima foi socorrida por um cidadão de boa-fé, disponibilizando a sua viatura para encaminhá-la ao Hospital Geral, mas durante o trajecto acabou por perder a vida.

 

OPAIS

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (16)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (18)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (71)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (11)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

Publicação