Connect with us

Mundo

Jornalista americano detido por “espionagem” na Rússia

Published

on

Um jornalista norte-americano, detido na semana passada, na Rússia, foi formalmente acusado de crime de espionagem, nesta sexta-feira, 7 de Abril, pelo governo de Kremlin.

Trata-se de Evan Gershkovich, correspondente do jornal americano Wall Street Journal, detido, na Rússia, na semana passada, que se viu formalmente acusado de “espionagem”, nesta sexta-feira. Entretanto, o profissional rejeita “categoricamente” a acusação , noticiaram as agências noticiosas russas.

De acordo com a mesma fonte, que cita a Interfax, Evan Gershkovich, um correspondente do Wall Street Journal, que também trabalhou para a agência France-Presse (AFP) no passado, está a ser processado ao abrigo do artigo 276.º do código penal russo, uma acusação que implica uma pena de prisão de 20 anos.

As autoridades “acusaram Gershkovich de espionagem em nome do seu país”, esta acusação abre caminho a um julgamento, cuja data ainda não foi anunciada.