Connect with us

Mundo

Jogador diz que presidente prometia passe em troco de relações íntimas

Published

on

Existem esta sexta-feira mais evoluções no já muito comentado escândalo ‘romântico’ do futebol paraguaio. O jogador implicado na polémica que envolve o presidente do Rubio Ñu, um clube da principal liga de futebol daquele país, veio a público falar sobre o assunto, conforme avança a Marca.

Bernardo Gabriel Caballero, que surge em fotografias íntimas com o presidente do Rubio Ñu, deu também uma entrevista a uma rádio local onde explicou que Antonio González forçava a relação. “Ele sempre me coagiu. Primeiro com a fotografia, e que nunca me ia dar o meu passe. Não permitia que eu saísse [do clube]”, explicou o jogador de 25 anos.

Recorde-se que González, após a divulgação das imagens, veio a público assumir a relação de ambos e dizer que deu a Caballero “todos os privilégios”.

“Teve todos os privilégios, carros que nunca pensou conduzir… como um Mercedes Benz, Land Cruiser, Prado, Hilux. De repente, apareceu esse velho louco”, afirmou o presidente, referindo-se ao empresário do jogador, que o terá convencido a mudar de clube.

Caballero vai mais longe e denuncia o comportamento do presidente do antigo clube. “Sei que existiram outros jogadores que tiveram relações com ele. Era uma coisa normal. Ele condicionava-nos. Dizia que nos ia promover, que nos ia vender a um clube. Coisa que nunca fez. Pelo contrário, ele impedia tudo”, explicou.

Sobre o empresário, Caballero diz que é seu companheiro há cinco anos e que sempre o apoiou, mas que o presidente nunca gostou daquela relação. Caballero sublinha, ainda, que este escândalo vai “desprestigiar muito” o futebol paraguaio.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *