Connect with us

Destaque

João Lourenço rende tributo à rainha Njinga a Mbande

Published

on

No largo aonde se encontra a estátua da rainha Njinga a Mbande, o candidato do MPLA foi recebido pelo Rei Buba Dala Mana (Cabombo) originário dos Ngolas, e sentou-se num dos bancos de bordão, tendo sido  honrado com uma coroa tradicional.

Após os habituais rituais, João Lourenço, acompanhado pela esposa, Ana Dias Lourenço, e do 1º secretário provincial do MPLA, Norberto dos Santos “Kwata Kanawa”, agradeceu o gesto das autoridades tradicionais.

De acordo com o Rei Buba Dala Mana (Cabombo), o gesto visa abençoar o candidato.

“A coroa determina o poder dos Ngolas. Quanto a Malanje está abençoada por receber a ilustre figura”, afirmou o rei.

Os restos mortais da Rainha Njinga a Mbande, que faleceu há 354 anos, encontram-se na localidade de Muculo a Ngola, município de Cahombo.

No largo Rainha Njinga a Mbande, localizado à entrada da cidade de Malanje, encontra-se a estátua da soberna em bronze que mede 6 metros e 70 centímetros de altura.

Njinga a Mbande foi por volta de 1630, a soberana do reino de Matamba (Ndongo Oriental), terra evocativa dos seus ancestrais e tradicionalmente governada por mulheres.

Indomável e inteligente a soberana Njinga a Mbande juntou vários povos na luta contra os invasores portugueses e resistiu até ao fim, sem nunca ter sido capturada, tornando-se conhecida pela coragem e argúcia.

Do grupo étnico Mbundu, Njinga era filha do Rei dos mbundus no território Ndongo, hoje Angola, e Matamba.

João Lourença está em Malanje para uma jornada de apresentação pública como candidato do MPLA a Presidente da República às eleições de 23 de Agosto, em acto de massas a ter neste sábado.

Correio da Kianda / Angop