Connect with us

Bastidores

João Lourenço indica general Nunda para embaixada de Angola no Reino Unido

Sachipengo Nunda substitui Rui Mangueira no cargo de  embaixador extraordinário e plenipotenciário de Angola no Reino Unido.

Redação

Published

on

joão lourenço indica general nunda para embaixada de angola no reino unido - general Geraldo Sachipengo Nunda - João Lourenço indica general Nunda para embaixada de Angola no Reino Unido

João Lourenço indica general Nunda para embaixada de Angola no Reino Unido

O presidente da Republica, João Lourenço, “está decidido” a indicar o ex-Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas (FAA), Geral Sachipengo Nunda, para embaixador em Londres, capital do Reino Unido, na sequencia do pedido de demissao do actual embaixador, Rui Mangueira, disse ao Correio da Kianda, uma fonte próximo do governo, nesta segunda-feira (5).

Segundo a fonte, a nomeação do general Nunda para substituir Rui Mangueira no cargo de  embaixador extraordinário e plenipotenciário de Angola no Reino Unido, deve ocorrer nos próximos dias.

Numa nota enviada recentemente ao Correio da Kianda, Rui Mangueira, negou ter pedido demissão do cargo de embaixador extraordinário e plenipotenciário de Angola no Reino Unido.

” Fiquei preocupado com o conteúdo da notícia publicada no Jornal Online Correio da Kianda, de 27/7/2019, na qual o redactor indica factos não verdadeiros, sobre a minha conduta como diplomata, pois em momento algum apresentei uma carta de demissão ao Presidente da República de Angola”.

“Devo esclarecer que tenho muita honra e orgulho em servir Angola sob a liderança de Sua Excelência João Manuel Gonçalves Lourenço, Presidente da República de Angola. Devo ainda acrescer que tenho um profundo respeito, consideração e estima pelo nosso Presidente da República e acima de tudo declaro, que só tenho a agradecer a oportunidade que me deu, ao nomear-me para exercer as funções de Embaixador Extraordinário e plenipotenciário de Angola no Reino Unido da Grã Bretanha e Irlanda do Norte”. lê-se na nota.

Segundo a fonte que temos vindo a citar, Rui Mangueira, teria tentado recuar da sua decisão, mas, a decisão do chefe de Estado angolano, em indicar outra figura para dirigir embaixada de Angola no Reino Unido, já estava tomada.

Recorde-se que a Câmara Criminal do Tribunal Supremo, decidiu no ano passado, arquivar o processo-crime que envolveu o ex-Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas (FAA), Geral Sachipengo Nunda. Geraldo Nunda estava a ser acusado de quatro crimes: associação criminosa, tráfico de influências, abuso de poder e cumplicidade na tentativa de burla, no âmbito do conhecido caso “Burla Tailandesa”.

 

 

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (16)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (18)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (71)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (11)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

Publicação