Connect with us

Politica

João Lourenço efectua visita de 3 dias a França apartir de Segunda-feira

Published

on

Segundo uma nota de imprensa da Casa Civil do Presidente da República, posteriormente, o Chefe de Estado efectuará uma visita oficial ao Reino da Bélgica.

Em França, no âmbito da missão de Estado que João Lourenço inicia segunda-feira, os dois países deverão assinar vários acordos de cooperação, com realce para os domínios da defesa, agricultura e formação de quadros.

Na Bélgica, está prevista a assinatura de um acordo sobre a isenção recíproca de vistos em passaportes diplomáticos e de serviço, e um segundo, de facilitação de vistos para empresários e homens de negócios belgas.

Números animadores na cooperação bilateral

Angola e França partilham diversos interesses económicos. O comércio bilateral entre os dois países atingiu 1,4 mil milhões de euros em 2013, notndo-se abrandamento a partir de 2008. Bateu recorde de 3,2 mil milhões de euros no início do ano seguinte.

O comércio bilateral aumentou 67 porcento. Ou seja, após queda de 21% em 2012 e 2013, as exportações francesas para Angola subiram novamente na ponta final de 2014, com um valor estimado a 770 milhões de euros, representando mais 67% em relação ao ano anterior.

As exportações são basicamente por equipamentos para a indústria petrolífera, mas têm se diversificado, entre outros, nos domínios da alimentação, saúde, automóveis, bens de consumo, mecânica, electricidade, electrónica e computadores, perfumes e cosméticos.

A empresa francesa Total tornou-se na primeira operadora do país, com uma produção de 700 mil barris por dia em 2014, o que representa cerca de um terço da produção angolana.

A comunidade francesa em Angola é estimada em três mil residentes, enquanto a comunidade angolana em França é de mais de 20 mil.

A França, primeira potência agrícola da Europa e a segunda do Ocidente, depois dos Estados Unidos, pela experiência africana e pelo avanço no domínio dos serviços, tem interesse de acompanhar a diversificação da economia angolana.

 

C/ Angop

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *