Connect with us

Brasil

João Lourenço condena invasão dos três poderes no Brasil

Published

on

O Presidente da República, João Lourenço, reagiu a tentativa de golpe de Estado que ocorre hoje, domingo, 08, no Brasil com a invasão por apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro das sedes dos três poderes em Brasília.

“Na qualidade de Presidente pro tempore da CPLP e na de Presidente da República de Angola expresso a mais vigorosa e firme condenação aos actos anti-democráticos que estão a ser praticados no Brasil, ao longo do dia de hoje, contra instituições que representam e simbolizam a Democracia brasileira”, escreveu.

Num momento em que o Palácio do Planalto, o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal (STF) brasileiros encontram-se tomados por “bolsonaristas”, João Lourenço considerouestas manifestações lamentáveis e reveladoras de um elevado grau de intolerância não compatível com as regras do jogo democrático, em que os resultados legitimados pelo voto popular devem ser reconhecidos e aceites por todos“.

“As eleições recentemente realizadas no Brasil foram reconhecidas mundialmente como livres, justas e transparentes, não fazendo assim qualquer sentido as reivindicações actuais”, continuou João Lourenço e  concluiu: “expresso a minha convicção de que o Governo brasileiro, com o qual estamos solidários, exerçam a sua autoridade e reponham sem demora a ordem democrática no país”.

O presidente Lula da Silva já reagiu e assinou um decreto de intervenção federal na segurança do Distrito Federal. A medida, válida até 31 de Janeiro, tem como objectivo conter a acção de invasores que tomaram as sedes dos poderes Legislativo, Judiciário e Executivo na tarde deste domingo, 8.

 

“Democracia exige que as pessoas respeitem as instituições”, diz Lula ao decretar intervenção federal na segurança pública

Formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, a profissional actua no mercado de comunicação há 18 anos. Iniciou a sua carreira em 2004, apresentando um programa de rádio e logo migrou para a comunicação digital, para a impressa e, posteriormente, a institucional. Tem vasta experiência como web journalist, criação e gestão de redes sociais, tendo participado dos projectos de desenvolvimento de diversos sites, blogs e redes sociais governamentais, privados e do terceiro sector. Reside em Luanda desde 2012, tendo trabalhado como jornalista no portal de notícias Rede Angola, como assessora de imprensa e directora de Comunicação e Operações nas Agências NC - Núcleo de Comunicação e F.O.T.Y, atendendo diversos clientes governamentais e privados. Actualmente trabalha como editora do portal Correio da Kianda.