Connect with us

Politica

João Lourenço chegou à Davos para Fórum Económico Mundial

Published

on

O presidente da República, João Lourenço, chegou ao princípio da noite de hoje (segunda-feira), à estância turística de Davos, nos Alpes suíços, onde vai participar, como convidado, na 48ª edição do Fórum Económico Mundial (FEM), a decorrer de terça a sexta-feira.

Trata-se da primeira participação de um chefe de Estado angolano no  Fórum, que reúne cerca de três mil representantes de uma centena de Estados de várias partes do mundo.

Para além da esposa, Ana Dias Lourenço, o presidente da República faz-se acompanhar do ministro de Estado do Desenvolvimento Económico e Social, Manuel Nunes Júnior e dos titulares das Relações Exteriores, Manuel Augusto e da Economia e Planeamento, Pedro Luís da Fonseca.

Estão também Davos os ministros da Energia e Águas, João Baptista Borges, dos Recursos Minerais e Petróleos, Diamantino Pedro Azevedo, bem como quadros da Presidência da República.

Terça-feira de manhã, a seguir à cerimónia oficial de abertura do Fórum, o presidente João Lourenço fará uma intervenção no painel consagrado ao desenvolvimento da energia no continente africano, intitulado “Acelerando o acesso da Energia em África”.

No domingo, o ministro Manuel Augusto, em declarações aos jornalistas angolanos,  justificou a escolha do tema para o discurso do presidente da República pelo facto de a energia estar associada à vida, ao desenvolvimento e ao progresso.

Da agenda do chefe de Estado angolano incluem-se também audiências e encontros com variadas personalidades, entre as quais homólogos, chefes de governo e líderes de instituições financeiras internacionais.

A ANGOP apurou que estão, entre estas figuras, os presidentes francês, Emanuel Macron e da Confederação Suíça, Alain Berset, o primeiro-ministro português, António Costa e a directora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde.

O também conhecido por Fórum de Davos é uma Fundação, sem fins lucrativos, criado em 1971 e que promove, desde 1074, encontros anuais entre líderes políticos, economistas, jornalistas e intelectuais de diversas partes do mundo. O seu fundador e presidente é o economista e empresário alemão Klaus Schwab.

A instituição é membro observador no Conselho Económico e Social das Nações Unidas (ECOSOC). 

A presente edição vai decorrer sob a presidência de Børge Brende, ministro norueguês dos Negócios Estrangeiros, sob o lema “Criando um Futuro Partilhado num Mundo Desestruturado”.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *