Connect with us

Politica

João Lourenço admite revisão ao Orçamento de 2020

Published

on

O presidente do MPLA, João Lourenço, admitiu, esta sexta-feira, a possibilidade de se ajustar as previsões económicas, devido à baixa do preço do petróleo, como consequência da pandemia do Covid-19 a nível mundial.

João Lourenço discursava na III sessão ordinária do Comité Central do MPLA, partido que governa Angola.

“As nossas previsões devem ser repensadas, revistas e ajustadas a esta inesperada e desfavorável circunstância, sem contudo abandonar os grandes compromissos para com os cidadãos, o país e as instituições financeiras internacionais que, certamente, nos ajudarão a atravessar mais este desafio”, exprimiu.

Segundo o presidente do MPLA, o preço do petróleo bruto nunca tinha conhecido uma queda tão abrupta em tão curto espaço de tempo como nesses dias.

Notou que, em pouco mais de dois meses, a economia mundial foi seriamente atingida, as principais indústrias foram profundamente afectadas e o número de empresas temporariamente encerradas ou a trabalhar muito abaixo das capacidades instaladas.

“Todas as economias do mundo, grandes e pequenas, produtores e não produtores de petróleo se ressentem, e cresce a incerteza no futuro mais próximo”, observou o líder do MPLA.

O Covid-19 causou milhares de vítimas mortais em diferentes países sobretudo da Ásia, da Europa e da América. África é o continente, por enquanto, o menos atingido.

Segundo o presidente do MPLA, com vista a salvaguardar a saúde pública e reduzir o máximo as probabilidades de propagação da pandemia, cada país deve fazer a sua parte.

Fez saber que Angola está a tomar medidas de prevenção, que se resumem ao controlo sanitário epidemiológico das entradas de viajantes pelas fronteiras nacionais, com particular atenção dos cidadãos provenientes de países de risco elevado com base nos critérios definidos pela organização Mundial de Saúde (OMS).

Lembrou que estão abertos, por enquanto, dois centros de quarentena e leva-se a cabo uma campanha de educação, com vista  a alertar o cidadão da necessidade de se adoptarem novos comportamentos e atitudes sociais para se prevenir a possibilidade de contrair o vírus.

 

C/ Angop

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas