Connect with us

Politica

João Lourenço acredita que em menos de 48 horas haverá um cessar fogo no Leste da RDC

Published

on

O Chefe de Estado Angolano, João Lourenço, disse esta quarta-feira, 23, durante a mini cimeira, acreditar que nas próximas 48 horas haverá cessar fogo no Leste da RDC.

João Lourenço sublinha que deu-se um passo significativo e se tivermos em conta, nas próximas 48 horas, poderemos ter um cessar das hostilidades em certas localidades do Leste da RDC.

O presidente angolano, que dirigiu o encontro que juntou, alguns chefes de Estados e ex-presidentes da SADC, frisou que os rebeldes do M23 serão enquadrados dentro da sociedade congolesa.

“Farão entrega dos seus armamentos e de seguida da reintegração dos seus integrantes na sociedade congolesa”, disse e acrescenta que “este acto é um processo que tem um calendário e que os principais intervenientes poderão cumprir a risca, até que se encontre a paz definitiva naquele território da RDC, e a normalização desta região”.

O Estadista angolano quer ver a RDC e o Ruanda a retomarem a normalização das relações entre os dois países irmãos e vizinhos.

Os líderes que participaram da cimeira de Luanda, em comunicado, decidiram no prazo de 48 horas um cessar fogo, com a reintegração dos rebeldes do M23. Os Estadistas e representante da União Afriana e da SADC, alertaram que caso, neste prazo não se normalize, irão acionar as Tropas da Região da SADC e dos Grandes Lagos para intervirem no conflito no Leste da RDC.

O Presidente do Ruanda, foi a grande ausência visto, ser um dos principais intervenientes destas hostilidade. Paul Kagame, enviou neste encontro que aconteceu nesta quarta-feira, 23, em Luanda, o seu Ministro das Relações Exteriores.

Colunistas