Connect with us

Politica

JLO volta a nomear velhos da terceira idade para embaixadores, dizem críticos

Published

on

O presidente da República, João Lourenço, voltou a ser criticado esta semana, pelas escolhes que tem feito, em algumas nomeações que tem levado acabo. Para os mais críticos, estas nomeações são uma prova da ausência de ideias inovadoras do presidente, do facto de estar rodeado de maus conselheiros e de ter criado falsas expectativas.

Na diplomacia por exemplo, João Lourenço volta à estaca zero. Para o Jornalista Ilídio Manuel, JLO, continua a promover o «Vale de caídos» da diplomacia, assim como a acomodar os políticos caídos em desgraça em postos diplomáticos, novamente transformadas em lares da 3.ª idade.

“Já não dá para entender nada pois é um exercício inglório. O PR está em permanente contradição com as nomeações de Embaixadores. Que decepção!

Eis os novos nomeados para a diplomacia:

Apolinário Correia, novo embaixador extraordinário e plenipotenciário da República de Angola no Reino da Suécia, tem 74 anos, já fez várias missões e agora já nem fala coerentemente.

Francisco José da Cruz, o novo embaixador extraordinário e plenipotenciário da República de Angola na República Democrática Federal da Etiópia e Representante Permanente Junto da União Africana e Comunidade Económica para África, tem nacionalidade americana, e consta que terá feito trabalho anti-pátria durante o tempo que viveu nos EUA.

Maria Elisabeth Simbrão de Carvalho, nova embaixadora Itinerante, tem 71 anos, pelo que deveria estar a cuidar dos netinhos que bem estarão a precisar do carinho da avó.

Leogivildo da Costa, irmão do empresario José Leitão, é tido como um péssimo Embaixador, um «fraco diplomata», no dizer das fontes..

Do grupo nomeado, diz-se que a única excepção recai sobre André Panzo, «sério e trabalhador».