Connect with us

Luto

JES: Moçambique decreta cinco dias de luto nacional pela morte do antigo presidente angolano

Published

on

Governo moçambicano decidiu decretar cinco dias de luto nacional pela morte do antigo presidente angolano, José Eduardo dos Santos, a partir da meia-noite desta quinta-feira, 14 de Julho.

A decisão foi tomada na noite de ontem, quarta-feira pelo Conselho de Ministros que esteve reunido em sessão extraordinária, para honrar os “laços históricos, de irmandade e solidariedade”, entre os quais consta a “conjugação de esforços para a libertação” e “consolidação da independência” dos dois países, referiu na noite desta quarta-feira, 13 a vice-ministra da Indústria e Comércio, Ludovina Bernardo, na qualidade de porta-voz do Conselho de Ministros daquele país do índico.

Moçambique destacou ainda o papel de Eduardo dos Santos na “luta pela igualdade racial” e na “promoção do diálogo, estabilidade e paz entre os povos da região”.

“O engenheiro José Eduardo dos Santos granjeou a nível regional e internacional, um elevado prestígio e estima, sobretudo no contexto da luta pela igualdade racial, contra o Apartheid e em prol da liberdade, dignidade e progresso económico e social dos países da África Austral e do continente africano no geral e ainda o papel que desempenhou, como um dos pioneiros na fundação da actual SADC, na promoção do diálogo, da estabilidade e da paz entre os povos da região”, disse a governante citada pela Rádio Moçambique.

José Eduardo dos Santos morreu aos 79 anos de idade, na última sexta-feira em Barcelona, na Espanha.