Connect with us

Mundo

Jacob Zuma aceitou demitir do cargo de Presidente da África do Sul

Published

on

O destino do presidente sul-africano, Jacob Zuma, pressionado por todos os lados para se demitir, deve ser conhecido “nos próximos dias”, anunciou hoje o chefe do partido no poder e provável futuro chefe de Estado, Cyril Ramaphosa.

“Ontem (terça-feira) à noite, o presidente Jacob Zuma e eu iniciámos discussões diretas sobre a transição e as questões ligadas ao cargo de presidente da República”, declarou Ramaphosa num comunicado, adiantando que ambos poderão “informar o país nos próximos dias” do resultado das discussões.

“As discussões foram construtivas e lançaram as bases para uma rápida resolução da situação no interesse do país”, disse ainda o vice-presidente sul-africano.

Ramaphosa reconheceu tratar-se de “um período difícil”.

“Estou ciente de que a incerteza ligada ao cargo do chefe de Estado é fonte de inquietação para muitos sul-africanos”, disse ainda

Cyril Ramaphosa foi eleito em dezembro líder do Congresso Nacional Africano (ANC), partido que ganhou todas as eleições na África do Sul desde o final do regime segregacionista do ‘apartheid’.

Desde então tem aumentado a pressão no partido para a saída do presidente Zuma, suspeito de corrupção em múltiplos casos, embora a formação esteja muito dividida entre os pró e os anti-Zuma.

Em caso de demissão do chefe de Estado, o vice-presidente assegura o cargo interinamente.

As próximas eleições gerais no país serão em 2019.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *