Connect with us

Sociedade

Jacinto Tchipa internado com problemas cardíacos

Redação

Published

on

O cantor Jacinto Tchipa, autor de sucessos como “África”, “Maié Maié” e “Cartinha da Saudade”, uma das referências incontornáveis da música angolana, encontra-se há uma semana internado, na Clínica Sagrada Esperança, em Luanda.

Mesmo com dificuldades na fala devido ao agravamento do seu estado clínico, em declarações, ontem, ao Jornal de Angola, Jacinto Tchipa disse que brevemente sofrerá uma intervenção cirúrgica no coração, para o desentupimento de uma das veias que tem a função de bombear o sangue para as outras extremidades do corpo.

Como reformado do Ministério da Defesa, instituição na qual trabalhou durante anos, tem custeado o tratamento com o dinheiro da aposentadoria da Caixa de Segurança Social das Forças Armadas Angolanas (FAA).

Apesar do estado de saúde requerer alguns cuidados específicos, o músico agradeceu a forma como está a ser tratado pelo corpo clínico da unidade hospitalar.“Não me sinto muito bem, o meu tratamento requer alguns cuidados e a minha recuperação vai ser de forma paulatina”, afirmou.

Jacinto Tchipa adiantou que as operações anteriores sempre foram bem sucedidas. “Há necessidade de fazer uma correcção numa das veias que bombeia o sangue. Estava à espera de um aparelho que já chegou da Europa para se fazer a cirurgia”, informou.

Evolução

O música Jacinto Tchipa há anos que sofre de hipertensão e de problemas cardíacos, o que o obrigou, após o diagnóstico médico, em 2017, a uma cirurgia cardíaca e ao uso de um marca-passo (aparelho para regular os batimentos cardíacos).

Após seis meses de internamento em Luanda, o músico deslocou-se à África do Sul, em Novembro de 2018, a fim de realizar tratamentos médicos. A viagem e as consultas foram pagas pelo Ministério da Defesa, instituição na qual trabalhava.

Na altura tinha recebido apoios da Assembleia Nacional e da Casa Militar do Presidente da República.

Jacinto Tchipa notabilizou-se no mercado nacional durante a década de 1980, quando foi vencedor, duas vezes consecutivas em 1986 e 1987, do Top dos Mais Queridos, organizado pela Rádio Nacional de Angola (RNA).

O músico nasceu em 1958, na Caála, província do Huambo, e começou a carreira artística em 1973, quando gravou o primeiro disco de vinil “África”. O artista lançou três discos em vinil na década de 1980, intitulados “A Cartinha do Soldado”, “Sissi Ola” e “Reconstrução Nacional”. Nos anos 2000 lançou dos álbuns “Os Meus Sucessos” e “África”.

 

Fonte: Jornal de Angola

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (24)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (86)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (19)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

© 2017 - 2021 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD