Connect with us

Politica

Israel recusa cessar-fogo para saída de estrangeiros da Faixa de Gaza

Published

on

Israel disse nesta segunda-feira, 16, que nenhum cessar-fogo foi implementado no sul de Gaza, embora fontes de segurança no Egipto tenham afirmado que um acordo foi alcançado para permitir a saída de estrangeiros do enclave palestino sitiado.

O bombardeamento de Gaza governada pelo Hamas continuou durante a noite, com os residentes a dizerem que foi o ataque mais pesado até agora em nove dias de conflito.

Enquanto uma crise humanitária assolava Gaza, duas fontes de segurança egípcias disseram que Israel concordou em interromper o bombardeamento do sul de Gaza. Esperava-se que a passagem de fronteira de Rafah, controlada pelo Egipto, fosse reaberta para permitir a saída de portadores de passaportes estrangeiros, disseram.

Mas o gabinete do primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, afirmou num comunicado: “Actualmente não há trégua e ajuda humanitária em Gaza em troca da retirada dos estrangeiros”.

Os militares israelitas e a embaixada dos EUA em Israel não fizeram comentários, enquanto responsáveis ​​do Hamas, que disparou foguetes contra Israel desde o seu ataque a civis há pouco mais de uma semana, não confirmaram qualquer cessar-fogo.

A situação permanece obscura na passagem de Rafah, a única não controlada por Israel que impôs um bloqueio total a Gaza, onde os alimentos escasseiam.

Com agências internacionais