Conecte-se agora

Mundo

Israel diz ter provas de que Irão violou acordo nuclear

Redação

Publicados

on

israel diz ter provas de que irão violou acordo nuclear - Benjamin Netanyahu - Israel diz ter provas de que Irão violou acordo nuclear

O primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu acusou esta segunda-feira o Irão de mentir relativamente ao programa nuclear, depois de ter assinado, em 2015, um acordo com várias nações sobre o assunto.

“Os líderes iranianos negaram várias vezes o seu programa nuclear. Estou aqui para dizer uma coisa: ‘o Irão mentiu'”, afirmou Netanyahu.

“Depois de assinar o acordo nuclear em 2015, o Irão intensificou esforços para esconder ficheiros que são secretos. Em 2017, o Irão moveu as suas armas nucleares para um local altamente secreto em Teerão”, acrescentou, segundo a Reuters.

O primeiro-ministro de Israel disse ainda ter milhares de documentos que provam mentiras “descaradas” do lado iraniano sobre um programa nuclear “secreto”.

Netanyahu, um virulento crítico do acordo internacional sobre as atividades nucleares do Irão, exprimia-se na aproximação da data limite de 12 de maio, fixada pelo Presidente dos EUA Donald Trump, em que será decidida uma eventual denúncia por Washington do acordo concluído em 2015.

O primeiro-ministro israelita assegurou que o seu governo obteve “meia tonelada” de documentos secretos iranianos que provam a existência de um programa de armas nucleares.

Ao referir-se a uma “grande proeza dos serviços de informações”, Netanyahu assegurou que os documentos demonstram as ambições nucleares iranianas antes da assinatura do acordo de 2015 com as potências mundiais.

O Irão tem rejeitado todas as alegações sobre a existência de um programa de armamento nuclear.

Durante uma intervenção transmitida pela televisão, e apoiando-se em fotos e gráficos, Netanyahu disse que Israel conseguiu recentemente desvendar 55.000 documentos e 183 CD de informações provenientes dos “arquivos nucleares” do Irão.

Exprimindo-se em inglês, talvez a pensar na sua audiência internacional, disse ainda que o material contém provas incriminatórias e que demonstram que o programa iraniano, designado “Projeto Amad”, se destina a desenvolver a arma nuclear.

Em 12 de maio o Presidente Donald Trump decide sobre a eventual retirada dos EUA do acordo internacional com o Irão. Netanyahu tem emitido diversos apelos a Washington para que anuncie essa retirada.

Continue Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Colunistas

Ana Margoso
Ana Margoso (14)

Jornalista

António Sacuvaia
António Sacuvaia (268)

Editor

Diavita Alexandre Jorge
Diavita Alexandre Jorge (12)

Politologo

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (16)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (17)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (65)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (7)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

Publicação