Connect with us

Mundo

Israel ataca maternidade do maior hospital da Faixa de Gaza

Published

on

Um ataque que teve como alvo a maternidade do complexo médico Al Shifa, o maior hospital de Gaza, resultou em um morto e vários feridos, disse o porta-voz da saúde da Faixa de Gaza.

Ashraf al Qudra adiantou ainda que durante a noite houve outro “ataque directo ao Hospital Al Rantisi, especializado em crianças” e também localizado na cidade de Gaza, provocando um incêndio.

Por sua vez, Israel garante que o centro militar e a infra-estrutura subterrânea mais importante do Hamas estão localizados sob e ao redor do Hospital Al Shifa, onde têm ocorrido intensos combates nas últimas horas, à medida que as tropas israelitas avançam para a cidade de Gaza.

Na semana passada, um ataque israelita em frente ao hospital citado anteriormente matou cerca de 15 pessoas.

Médicos e grupos de direitos humanos denunciaram nas últimas semanas os bombardeamentos israelitas em torno de hospitais. Muitos dos hospitais sofreram danos materiais com os ataques e pelo menos 18 dos cerca de 35 centros hospitalares não funcionam por falta de combustível.

Israel declarou guerra ao Hamas a 07 de Outubro, na sequência de um ataque do grupo islamita, que incluiu o lançamento de foguetes e a infiltração de cerca de três mil milicianos, que resultaram na morte de  cerca de 1.400 pessoas e raptaram mais de 240 pessoas de aldeias israelitas perto de Gaza.

Desde então, o exército de Israel tem respondido com bombardeamentos pesados diários na Faixa de Gaza e uma incursão terrestre, deixando milhares de palestinianos mortos, feridos e desaparecidos, a grande maioria dos quais civis, no meio de uma terrível crise humanitária.

Com agências internacionais 

Colunistas