Connect with us

Mundo

Israel ataca Irão esta madrugada

Published

on

Um ataque realizado por Israel contra o Irão nesta madrugada foi noticiado por uma fonte norte-americana à CNN Internacional e também pela agência Reuters.

Segundo informações da televisão estatal iraniana, três drones foram avistados sobrevoando Isfahan, ao sul de Teerão, por volta das 2:30, hora de Angola, o que resultou na activação das defesas anti-aéreas do Irão. A emissora reporta que os três drones foram neutralizados sem causar danos aparentes.

As defesas aéreas permanecem em alerta em diversas cidades. A área afectada inclui instalações nucleares críticas do Irão, além da 8.ª base de caças da Força Aérea do país.

Após a suspensão temporária, os voos comerciais foram retomados nos aeroportos de Teerão, Imam Khomeini e Mehrabad. A agência IRNA informou que um voo proveniente de Roma, inicialmente desviado para Ancara, capital da Turquia, estava previsto para chegar a Teerão.

O Irão negou qualquer ataque com mísseis, sugerindo tratar-se de uma intrusão externa e assegurando a segurança das infra-estruturas na região afectada.

Em relação à resposta ao ataque, o Irão não planeia uma acção imediata contra Israel, conforme informado por um alto funcionário à agência Reuters. Israel, por sua vez, ainda não comentou oficialmente o incidente desta noite.

Enquanto isso, o exército israelense relatou a activação de sirenes de alerta no norte do país.

Há indícios de que os Estados Unidos foram alertados previamente sobre o ataque, de acordo com fontes norte-americanas à CNN. O aviso teria sido dado na quinta-feira, mas Washington não autorizou a retaliação israelense.

Tel Aviv, portanto, agiu independentemente dos EUA, desafiando a estratégia defendida por líderes internacionais nos últimos dias, que pediam moderação a Israel para evitar uma escalada do conflito no Oriente Médio.

Segundo o Pentágono, o secretário de Defesa dos EUA conversou com seu homólogo israelense na quinta-feira, antes do ataque, para discutir ameaças regionais e as recentes acções iranianas.