Connect with us

Politica

Isaías Kalunga acusa Secretário de Estado de “mentir aos deputados” sobre verbas atribuídas ao CNJ

Published

on

O Presidente do Conselho Nacional da Juventude (CNJ), Isaías Kalunga, acusou esta quinta-feira, 19, o Secretário de Estado para a Juventude de “mentir aos deputados na Assembleia Nacional” sobre as verbas atribuídas ao CNJ.

“Os parlamentares foram enganados. O MINJUD não tem competência de retirar ou atribuir verbas ao CNJ. Somos uma instituição de utilidade pública e temos o nosso estatuto”, disse, Isaías Kalunga, em declarações publicadas hoje pelo Novo Jornal.

Em causa está o anúncio feito por Francisco Chitapa esta quarta-feira, 18, na Assembleia Nacional, dando conta que o Conselho Nacional da Juventude vai deixar, a partir do próximo ano, de beneficiar de verbas do Orçamento Geral Estado (OGE).

O Secretário de Estado para a Juventude referiu que o montante passa a ser atribuído ao Instituto Angolano da Juventude, por considerar o CNJ uma plataforma de concertação social para análise dos problemas da Juventude, e não uma organização de materialização de políticas.

“O MINJUD não tem competência para retirar as verbas do CNJ no OGE. Nós não dependemos do MINJUD”, reforçou, Isaías Kalunga, e voltou a ressaltar que “o Secretário de Estado mentiu aos angolanos e enganou os parlamentares com essas falsas afirmações”.

Isaías Kalunga instou ainda Francisco Chitapa a “ler melhor o estatuto do CNJ”.

De recordar que aparentemente já a prever essa cobrança sobre a real função do CNJ, esta terça-feira, 17, o CNJ anunciou a realização do acto central de abertura do ano associativo juvenil irá decorrer, no dia 28 de Janeiro, em Cabinda.

CNJ quer reunir 250 mil pessoas no II Festival da Juventude Angolana