Connect with us

Destaques

Isabel dos Santos nega acusações de desvio de dinheiro da Sonangol

Isabel dos Santos é acusada de um desvio de 135 milhões de dólares da petrolífera nacional para quatro empresas da empresária.

Published

on

O portal Maka Angola, do jornalista Rafael Marques, noticiou esta segunda-feira que Isabel dos Santos terá desviado 135 milhões de euros da Sonangol para quatro empresas suas, utilizando o Banco BIC. No entanto, de acordo com o Jornal de Negócios, a empresária exonerada a 15 de Novembro, desmente tais notícias. 

Em comunicado, a antiga presidente do Conselho de Administração da Sonangol garante que está em curso uma campanha de difamação “promovida por Rafael Marques e Gustavo Costa”, tanto nos meios de comunicação social como nas redes sociais. 

“Está neste momento montada uma campanha de difamação contra a Eng.ª Isabel dos Santos promovida pelos mesmos e já conhecidos autores – Rafael Marques e Gustavo Costa – usando vários meios de comunicação e redes sociais. Estas falsas notícias são publicadas por estes autores, umas vezes assinadas outras não, e não merecem qualquer crédito já que têm como única e exclusiva motivação pôr em causa a integridade da Eng.ª Isabel dos Santos”, pode ler-se no comunicado divulgado esta segunda-feira.

A notícia divulgada pelo Maka Angola, intitulada “Saque de 135 milhões de dólares na Sonangol”, avança que no mesmo dia em que a empresária foi exonerada (15 de Novembro) terá assinado uma ordem de pagamento no valor de 60 milhões de dólares a favor da Matter Business Solutions DMCC, uma empresa sua sediada no Dubai.

“Uma outra empresa de Isabel dos Santos que beneficiou do pote de 135 milhões de dólares da Sonangol foi a Ucall, responsável pela consultoria ao nível dos recursos humanos e testes psicotécnicos e identificação de talentos. Inicialmente, a Wise Solutions também recebeu fundos da Sonangol. A Born Angola, a empresa que prestava serviços de imagem à Sonangol, também fez parte do ‘pé de meia'”, escreve ainda o jornal.