Connect with us

Educação Financeira

Investir em formação. Que cuidados deve ter para rentabilizar o investimento?

Published

on

Você que lê este artigo, como pessoa individual ou singular ou fazendo parte de uma empresa (pessoa colectiva), tem a consciência de que precisa de formação profissional, na medida em que precisa de ter contacto com o Conhecimento, com as ferramentas mais actuais do mercado, por que quer evoluir em termos de produtividade, precisa que a sua equipa tenha mais qualidade nas acções que produz ou ainda numa mudança estratégica e uma ou outra formação são necessárias.

Seja pela razão que tenha, a formação é também uma necessidade humana de reciclar, actualizar, capacitar e evoluir no mercado de trabalho/empresarial, mercado esse muito competitivo.

O desemprego é imensamente alto, acima de 30% e nos jovens é ainda mais alto, pelo que quem tem mais formação terá mais facilidade de encontrar o seu emprego ou criar o seu auto-emprego.

Os cuidados que, como particular ou como empresa para encontrar para se formar ou ter formação, são os seguintes:
1- Se a Escola ou Centro de Formação está numa localização que lhe permita ter segurança ao chegar e ao sair da escola. Uma excelente localização diz muito sobre a empresa de formação. Evite frequentar formações em anexos, instalações no interior de zonas perigosas, tanto de dia como de noite.
2- Verificar se a tal Escola tem licença passada pelo Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional (INEFOP) e se a licença está válida em termos de validade.
3- Verificar se a licença do INEFOP (em Angola) contempla o ou os curso que pretende fazer. Pode ver a publicação de cursos nas redes sociais com preços muito convidativos, mas se vir bem, a maioria não pagou a licença ao INEFOP e tais formações são ilegais. Evite investir em plataformas online, de formadores individuais na informalidade e na ilegalidade. Invista em empresas formais e legais.
4- Verifique se a Escola tem instalações apropriadas para o processo de ensino e aprendizagem (infra-estruturas).
5- Se a empresa facilita o processo de aprendizagem com ferramentas pedagógicas, tais como o quadro, televisões, projector, etc.
6- Se a empresa facilita também o acesso a computadores da instituição para os cursos com recurso a aplicações.
7- Se os professores/formadores têm os seus CVs disponíveis e se os/as mesmos(as) têm experiência profissional na área de ensino. Cursos muito baratos em termos de investimento quer dizer também que os formadores vão receber muito pouco e daí se pode concluir que alegadamente os professores/formadores não têm a necessária qualidade para o seu investimento.
8- Se têm aulas presenciais e online.
9- Os horários devem ser alargados para as suas necessidades.
10- Esteja atento(a) a reclamações de clientes ou elogios de clientes para avaliar o seu investimento.

A qualidade do Conhecimento tem o seu preço, tal como o seu dinheiro. Invista em empresas conhecidas e os donos são pessoas idóneas, sérias e comprometidas com a Educação, com a Formação Profissional e com o país, seja Angola ou Moçambique.

Boas formações!!!