Connect with us

Economia

Investigação a Isabel dos Santos chega à UNITEL

Published

on

Decorre, desde a manhã hoje, na sede da UNITEL, em Talatona, Luanda, a reunião da Assembleia Geral, com todos os accionistas que representam a totalidade do capital social da maior operadora de telecomunicações do país. Dentre vários pontos a serem discutidos e deliberados, consta a auditoria forense durante a gestão da empresária Isabel dos Santos, nos últimos dez anos a frente desta empresa de telefonia móvel.

Segundo o comunicado a qual o Correio da Kianda teve acesso, o presidente da mesa da Assembleia Geral da UNITEL, Agnaldo Jaime, convocou todos os accionistas para uma reunião a ter lugar no complexo da operadora, que será feita de forma presencial e por videoconferência.

A nota comunica que serão discutidos e deliberados vários pontos que merecerão análise dos accionistas, entre os quais uma “auditoria forense nos últimos dez anos”, durante a gestão de Isabel dos Santos, como presidente do Conselho de Administração da UNITEL.

A auditoria forense visa esclarecer a ocorrência de crimes e actos ilícitos, a partir da análise das contas e relatórios emitidos por empresas e pessoas físicas suspeitas. Assim, é comumente requisitada em investigações de casos dos chamados “crimes de colarinho branco”.

A filha do ex-presidente José Eduardo dos Santos foi reeleita a presidente do Conselho de  Administração da UNITEL para o período de 2019-2021, deliberado por unanimidade, em reunião da assembleia geral decorrida aos 19 de Março de 2019.

De acordo com a imprensa, os accionistas deverão deliberar vários pontos que entre os quais destacamos: deliberação sobre o relatório de gestão, as contas do exercício e os demais documentos de apresentação de contas da sociedade, incluindo parecer do conselho fiscal, relativos ao exercício de 2019; deliberação sobre orçamento anual da sociedade para 2020; deliberação sobre o plano de negócios da sociedade referente ao triênio 2020/2022, bem como a auditoria forense à gestão da UNITEL dos últimos dez anos;

Actualmente, a Sonangol controla 50% do capital social da operadora de telefonia móvel. Com a compra dos 25% que pertenciam à empresa brasileira Oi, a petrolífera nacional passou a assumir a posição de quase dona da Unitel.

Assim, a nova estrutura accionista da Unitel é composta por Sonangol, através da Mercury (50%), Isabel dos Santos, através da Vidatel (25%) e Leopoldino Fragoso do Nascimento, através da Geni (25%).

Continue Reading
1 Comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Daniel Sapateiro
Daniel Sapateiro (17)

Economista e Docente Universitário

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (25)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (89)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (21)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania