Connect with us

Politica

INSS: empresas que não fazem registo dos seus funcionários praticam “acto criminoso e burla”

Published

on

A Ministra da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social considerou nesta quarta-feira, 13, em Luanda, como sendo acto “criminoso e burla”, referindo-se  as entidades empregadoras, que descontam os seus trabalhadores,  mas que não efectuam o registo dos mesmos, no Instituto Nacional de Segurança Social.

Segundo a governante, que falava durante o acto de lançamento  do Projecto “Expansão da Segurança Social”, o Governo tem intensificado esforços para a melhoria da protecção social obrigatória, bem como da inclusão daqueles que se encontram em situações mais carenciados, com a implementação de regime jurídico  que os possa acolher.

Ressaltou Teresa Rodrigues Dias, no seu discurso, que o desafio, passa pela monitorização dos empregadores,  que descontam nos ordenados dos seus funcionários ,  mas que não os registam no Instituto Nacional de Segurança Social.

” Só não estamos em sede de incumprimento, como também de crimes, que isto é uma autêntica burla na minha forma de ver. Temos combatido e vamos continuar a combater”, enfatizou.