Connect with us

Politica

“Infra-estruturas logísticas enfrentam vários desafios”, afirma ministro dos Transportes

Published

on

O ministro dos Transportes, Ricardo D´Abreu, afirmou nesta quarta-feira, 17, que as plataformas logísticas do país enfrentam vários desafios, estando na base disso o facto de se encontrarem numa fase inicial de desenvolvimento e o transporte de mercadorias ser altamente dependente do transporte rodoviário.

Ricardo D´Abreu fez esta afirmação quando presidiu o discurso de lançamento do Concurso Público Internacional para a Concepção, Construção, Exploração e Gestão Comercial das Plataformas Logísticas do Soyo e Luvo, através do qual o Governo pretende promover o desenvolvimento e o investimento privado.

Com o lançamento do concurso, avança o ministro, o Governo dá “um importante passo para reforçar a nossa Rede Nacional de Plataformas Logísticas”, prevendo que até ao ano de 2038, o país terá um total de 21 novos centros logísticos intermodais com serviços alfandegários e serviços administrativos afins integrados, podendo cada uma ter características diferentes que se complementarão entre si.

“Poderão ser de âmbito nacional, regional, transfronteiriço, urbano, portuário ou aeroportuário, com o grande fito de servir de ponte e aproximar os centros de produção, aos mercados consumidores, trazendo consigo soluções tecnológicas inovadoras e integradas, para desmaterialização e desburocratização de processos e procedimentos administrativos, a montante, e optimização de custos a jusante, através da Janela Única Logística, JUL, beneficiando os operadores e os consumidores finais”, disse.

Em termos de investimentos, a previsão é de que o projecto venha a ascender aos 445,5 milhões de dólares norte-americanos, executado na modalidade de Parceira Público-Privada entre o governo angolano e o sector privado.

Para o governante “as plataformas logísticas do Soyo e do Luvo espelham a visão integrada do sector e o seu papel de facilitador e catalisador de outros sectores, com base numa avaliação rigorosa de todo o potencial disponível. A movimentação de carga do porto do Soyo, está projectada atingir 664 mil toneladas, em 2038, das actuais 323 mil toneladas”.

Ricardo D´Abreu considerou as plataformas logísticas como sendo a chave para a geração de novos postos de trabalho, a diversificação e internacionalização da economia, promover o desenvolvimento económico e social sustentável e diminuir as disparidades regionais no nosso país.

Entre os ganhos que advirão destas infra-estruturas, o ministro dos Transportes apontou a redução dos prazos d entrega de mercadorias, obter um maior grau de confiança nos prazos de entrega e distribuição, maior capacidade de produção e escoamento dos produtos de e para as zonas até agora mais isoladas do país, visando a inclusão, integração, o crescimento e o desenvolvimento do país.

As plataformas logísticas do Soyo e do Luvo espelham a visão integrada do sector e o seu papel de facilitador e catalisador de outros sectores, com base numa avaliação rigorosa de todo o potencial disponível. A movimentação de carga do porto do Soyo, está projectada a atingir 664 mil toneladas, em 2038, das actuais 323 mil toneladas.

Actualmente, são movimentadas mais de 150 mil Toneladas de mercadoria diversa para exportação pelo posto fronteiriço do Luvo, e pouco mais de 5 mil toneladas de importações.

A Plataforma Logística do Soyo ocupa uma área de 15 hectares e estará equipada com seis entrepostos, parque de contentores, parque de estacionamento de viaturas pesadas e diferentes armazéns, oficinas de reparação, posto de abastecimento de combustível e edifícios serviços administrativos e de comércio. Terá também um porto seco, de 25 hectares a ser construído na área do campo oito.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Daniel Sapateiro
Daniel Sapateiro (30)

Economista e Docente Universitário

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (27)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (91)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (23)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania