Connect with us

Desporto

Infantino reeleito presidente da FIFA até 2027

Published

on

O suíço Gianni Infantino, de 52 anos, foi reeleito presidente da FIFA por aclamação nesta quinta-feira, 16, durante congresso da organização realizado em Kigali, capital do Ruanda.

Candidato único, o suíço vai continuar a dirigir os destinos da FIFA até 2027, ano em que poderá tentar a sua última reeleição, conforme orientam as leis da federação, para atingir o limite de 15 anos no poder.

“Aqueles que me amam, e eu sei que há muitos, e aqueles que me odeiam, sei que há alguns, eu amo todos vocês, especialmente hoje”, afirmou o dirigente durante a cerimónia. “Ser presidente da FIFA é uma tarefa incrível, eu vou continuar servindo à FIFA, servindo ao futebol, a todos os 211 países membros da FIFA”, concluiu.

Infantino foi eleito em 2016, após o então presidente Joseph Blatter renunciar em meio ao escândalo de corrupção que abalou o mundo do futebol naquele ano. Em 2019, durante novas eleições, encontrou um cenário muito parecido com o actual, pois também não teve oposição, e conseguiu prolongar seu mandato.

Ao ser reeleito presidente mais uma vez, nesta quinta, Infantino fez alguns autoelogios, exaltando os resultados financeiros de sua gestão. Nos últimos quatro anos, durante o ciclo do último Campeonato do mundo do Mundo, a FIFA arrecadou 7,5 bilhões de dólares.

“Se um CEO de uma empresa disser aos seus accionistas que os seus ganhos foram multiplicados por sete, acredito que eles manteriam este CEO para sempre”, afirmou o dirigente aos membros da FIFA. “Eles adorariam que essa história continuasse, mas estou aqui apenas para um ciclo de quatro anos”, completou.