Connect with us

Economia

“Incerteza” afugenta investidores do sector madeireiro

Published

on

A não publicação até ao momento do decreto conjunto que define as dimensões da madeira a ser explorada na presente campanha florestal, está a condicionar a actividade dos madeireiros da província do Cuando Cubango.

A afirmação é do presidente da Associação dos Madeireiros e Indústrias daquela parcela do país, Miguel Chiyovo, em declarações à Rádio Correio da Kianda, tendo acrescentado que o facto está a afugentar os potenciais investidores do sector, devido a incerteza.

Miguel Chiyovo disse que, anualmente, o Ministério da Agricultura e Florestas divulga um documento conjunto com os ministérios da Indústria, Comércio e das Finanças, atribuindo quotas e metros cúbicos por cada província, assim como as espécies autorizadas para o corte.

O responsável sublinha ainda que a campanha transacta ficou afectada por conta do Decreto Presidencial nº 45/2023, 14 de Fevereiro, que proíbe a exportação da madeira bruta e encoraja a transformação nos locais de corte.

De recordar que a campanha florestal 2023 arrancou no dia 5 de Maio, na província do Huambo.

Formado em radiojornalismo, com passagem por órgãos de comunicação social públicos e privados. Possui formação internacional em Comunicação e Multimedia. Estudante do curso superior de Gestão/Comunicação e Marketing.