Connect with us

Sociedade

INAR preocupado com “rituais estranhos” em igrejas no país

Published

on

Com olhos postos na promoção de um entendimento mais aprofundado dos cruzamentos entre religião e ética, decorre hoje, em Luanda, um fórum sobre “A problemática do fenómeno religioso e as suas implicações no descaminho da ética e dos valores” em Angola.

Na abertura das actividades que decorrem no auditório do Arquivo Nacional de Angola, o Director Geral do Instituto Nacional para os Assuntos Religiosos, Adilson de Almeida, mostrou-se preocupado com a prática recorrente de algumas denominações religiosas.

“Preocupa o abuso de menores até por pastores, rituais estranhos contrários ao cristianismo, kimbandas e curandeiros que se tornaram pastores”, disse.

E o ministro da Cultura, Filipe Zau, diz-se preocupado com os crimes que envolvem líderes religiosos e apelou os cidadãos a denunciarem práticas contrárias a ética e a boa convivência.

“Os cidadãos precisam denunciar comportamentos estranhos que ocorrem no seio das igrejas, que não abonam para construção de uma sociedade sã”, ressaltou.

Formado em radiojornalismo, com passagem por órgãos de comunicação social públicos e privados. Possui formação internacional em Comunicação e Multimedia. Estudante do curso superior de Gestão/Comunicação e Marketing.