Connect with us

Sociedade

INAGBE nega que estudantes estejam seis meses sem bolsa de estudo

Published

on

O director geral do Instituto Nacional de Gestão de Bolsas de Estudos (INAGBE) esclareceu hoje que não existem estudantes com pagamentos com seis meses de atraso.

Milton Chivela, que falava esta manhã à Rádio Luanda, disse que neste momento está a decorrer o período de renovação das bolsas, em período já de prorrogação do prazo.

Segundo o responsável, o período normal de renovação da bolsa de estudos é de um mês e decorreu em Novembro do ano passado, mas alguns estudantes não reuniam a documentação exigida para a renovação, nomeadamente a declaração com aproveitamento positivo no ano lectivo anterior, o que levou o INAGBE a prorrogar o prazo.

Milton Chivela garantiu que a sua instituição tem pago as prestações mensais aos estudantes internos até Dezembro do ano passado.

Em relação aos bolseiros externos, o director do INAGBE disse que os estudantes receberam o pagamento até ao mês de Janeiro de 2024.

“Pode, eventualmente, haver um ou outro, que não recebeu, por um caso concreto – não estou a dizer que existem- mas estão todos pagos”, esclareceu.

Dificuldades

O director geral do INAGBE apontou a morosidade das instituições de ensino superior em emitir as declarações aos estudantes bolseiros como a principal dificuldade, o que tem condicionado o processo de renovação das bolsas.

Milton Chivela disse também que “muitos estudantes se têm furtado da obrigação de pagar as propinas junto das instituições de ensino superior em que estão matriculados”.

Por esta razão, explicou, o INAGBE decidiu implementar uma nova modalidade, de pagar as propinas directamente às universidades, de modo, também, a evitar que estás instituições impeçam os estudantes de aceder às aulas, aos exames e aos sistemas informáticos sempre que têm propinas em atraso.

Sobre as informações postas a circular esta semana, dando conta da falta pagamento dos subsídios Milton Chivela disse não ser verdade, pelo que o que tem faltado é a comunicação directa e em tempo oportuno com os estudantes.

Para corrigir esta situação, aquele responsável avançou em breve será aberto um concurso público para a contratação da empresa que vai desenvolver o Sistema integrado de informação para a gestão e melhorar a comunicação directa entre o IBAGBE e os Estudantes.