Connect with us

Economia

INADEC pondera encerrar 20 estabelecimentos comerciais por incumprimento das regras de segurança alimentar

Published

on

O Instituto Nacional de Defesa do Consumidor (INADEC) poderá encerrar cerca de vinte estabelecimentos comerciais que não respeitam as regras de segurança alimentar, no processo de acondicionamento de bens alimentares, principalmente de carne abatida.

A informação foi avançada ao Correio da Kianda pela Directora Geral Adjunta, Anta Webba, no final de uma acção de sensibilização de agentes comerciais que técnicos daquela instituição pública efectuaram em alguns municípios da Província de Luanda.

Na centralidade do Kilamba, no distrito da Maianga e município de Cacuaco, a equipa de inspectores do INADEC apurou várias irregularidades no manuseio e acondicionamento de carne abatida, tendo os mesmos instado os proprietários a melhorar as regras para se garantir qualidade aos produtos que são vendidos aos cidadãos e salvaguardar a saúde e segurança alimentar dos consumidores.

Entretanto, por se tratar de uma acção de sensibilização, segundo Anta Webba, os sensibilizadores do INADEC não procederam ao encerramento dos estabelecimentos, mas deixaram orientações às respectivas administrações locais a responsabilidade de proceder a suspensão, tendo estas solicitado ao Instituto Nacional de Defesa do Consumidor, o relatório das irregularidades constatadas nos estabelecimentos visitados, com  base no qual será decretada a suspensão de actividades dos estabelecimentos económicos.

Ao Correio da Kianda, a Directora Geral Adjunta do INADEC garantiu que os técnicos estão a trabalhar no parecer que serão entregues esta quarta-feira as administrações do Kilamba, Maianga e Cacuaco.

São cerca de 20 estabelecimentos comerciais visitadas pela equipa de inspectores do INADEC, 15 dos quais estão nos distritos da Maianga e do Kilamba.

As acções de sensibilização que a instituição está a realizar estão enquadradas no leque de actividades alusivas ao 24º quarto aniversário de sua existência.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *