Connect with us

Politica

Igrejas poderão ser reabertas em Setembro

Published

on

A governadora de Luanda, Joana Lina, reuniu-se, na tarde desta sexta-feira, 21 de Agosto, com os líderes religiosos a fim de produzir propostas que passam pela possibilidade da reabertura das igrejas em Setembro, logo após o fim do Estado de Calamidade em vigor. Esta, entre outras propostas, serão remetidas a Comissão Multissectorial para Prevenção e Combate à Covid-19, para análise.

Conforme o comunicado enviado ao Correio da Kianda, os líderes religiosos detalharam que somente as que reúnem condições sanitárias e de bio-seguranças impostas pelas autoridades sanitárias poderão realizar as suas actividades. A realização de cultos, segundo o que resultou das discussões, terá a periodicidade de dois a quatro culta por semana. Nos intervalos entre as datas de realização das suas actividades litúrgicas, os templos, segundo o que foi debatido, deverão ser higienizados.

“A inspecção regular, sem aviso prévio, aos templos em período de realização de cultos, é uma das recomendações provenientes do grupo de líderes religiosos que, em pouco mais de duas horas, debateu acerca das condições existentes, dias de realização de cultos, a data de reabertura e as garantias da parte das igrejas”, diz o comunicado.

Ficou, igualmente, assumido o compromisso das mesmas, em caso de reabertura, do cumprimento das novas medidas existentes e as que, possivelmente, serão impostas, cabendo a penalização por eventuais incumprimentos.

O encontro contou igualmente com as presenças da Secretária de Estado para Família e Promoção da Mulher, Elsa Barber e do vice-governador para o sector Político e Social, Dionísio da Fonseca, acompanhado pelo director do Gabinete Provincial da Cultura, Turismo, Juventude e Desportos, Manuel Gonçalves.

Para a Governadora de Luanda, a intenção da realização deste encontro visou, essencialmente, a reunião de consensos, sendo que as igrejas têm as suas actividades paralisadas desde que foi decretado o Estado de Emergência, no mês de Março.