Connect with us

Sociedade

Igreja Católica em Luanda e Bengo cancela missa de celebração do Dia dos Defuntos

Published

on

Em comunicado conjunto divulgado, nesta segunda-feira, 26, após uma reunião entre o arcebispo de Luanda Dom Filomeno do Nascimento Vieira Dias, Dom Emílio Sumbelelu, bispo de Viana e Dom Maurício Camuto, bispo da diocese de Caxito, decidiram cancelar, este ano, as missas dos defuntos em cemitérios, por causa da disseminação do novo coronavírus.

Na nota a que o Correio da Kianda teve acesso, os bispos assinalam que  o mês de Novembro é dedicado à oração pelos nossos ente queridos rezando por eles e mandando rezar missas pelas suas almas, portanto, “cada santa missa tem um valor infinito e é o que temos de mais valioso para oferecer pelas  almas”.

Contudo, os mesmos decidiram que, este ano, dada a circulação comunitária do vírus causador da covid-19 e os elevados números de contágios “não haverá as habituais missas nos cemitérios”.

Recomendando, deste modo, que “em cada paróquia e centro de pastoral, sejam celebradas com concurso dos fiéis, as três missas previstas para a comemoração de todos os fiéis defuntos nas horas estabelecidas”.

Por outra, os bispos recomendam aos seus seguidores o cumprimento obrigatório das recomendações das autoridades, “nas nossas actividades pastorais e de cultos, continuar a cumprir escrupulosamente as orientações presentes nas normas de culto público católico da CEAST e continuar a respeitar as medidas decretadas pelas autoridades competentes para se evitar a propagação da pandemia da covid-19”.

A decisão da Igreja Católica está assim de acordo com o comunicado do Governo Provincial de Luanda (GPL)  que determina “estarem suspensas todas e quaisquer actividades em volta desta efeméride, tais como romarias aos cemitérios, actos religiosos de massas ou similares”.

O documento do GPL refere que tal medida resulta do facto de se tratar de uma data em que a capital do país verifica uma grande movimentação e afluência de pessoas nestes locais, e tendo-se em conta que Luanda é o epicentro da pandemia.

De sublinhar que o Dia dos Fiéis Defuntos, Dia de Finados ou Dia dos Mortos é celebrado pela Igreja Católica no dia 2 de Novembro.

Desde o século II, alguns cristãos rezavam pelos falecidos, visitando os túmulos dos mártires para rezar pelos que morreram. No século V, a Igreja dedicava um dia do ano para rezar por todos os mortos, pelos quais ninguém rezava e dos quais ninguém lembrava.