Connect with us

Sociedade

Huíla: directora provincial da Saúde condenada a três anos

Published

on

A directora provincial da Saúde da Huíla, Luciana Guimarães, foi condenada esta sexta-feira, a três anos de prisão, pelo Tribunal de Comarca do Lubango pelos crimes de peculato, falsificação de documentos e branqueamento de capitais.

Entretanto, a pena, ditada pelo juiz do Tribunal, foi suspensa.

O Tribunal de Comarca condenou, igualmente, no âmbito do processo, o antigo chefe do departamento de Saúde Pública, José Hélio Tchianglala e Rosa Chilepa, a data dos factos, chefe da área de estatística do mesmo Departamento.

Estes dois, de acordo com o despacho de pronúncia, ficam condenados a cinco anos de pena efectiva.

O antigo gerente do Hotel INFOTUR, Aguinaldo Barros, igualmente arrolado no processo, foi condenado a três anos, também com pena suspensa.