Connect with us

Economia

Huíla: Chevron financia reabilitação da Maternidade Irene Neto

Published

on

No âmbito do Programa de Revitalização de Angola e em parceria com o Governo Provincial da Huíla, o Ministério dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás procedeu hoje a consignação do projecto de Reabilitação e Requalificação da Maternidade Irene Neto, localizada no município do Lubango, naquela província.

O Programa de Revitalização de Angola, sob gestão do Ministério dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás, da Agência Nacional de Petróleo e Gás e da Cabinda Gulf Oil Company Limited (CABGOC – subsidiária da Chevron), diz o comunicado enviado ao Correio da Kianda, tem como objectivo contribuir para melhoria do desenvolvimento económico e social do país.

O projecto de Reabilitação e Requalificação da Maternidade Irene Neto visa reforçar o sistema de saúde na província da Huíla, contribuindo para a redução da morbidade e mortalidade materno-infantil, através da melhoria dos seguintes indicadores:

Melhoria da habitabilidade total, consubstanciada na melhoria das condições de trabalho por parte dos profissionais de saúde e acomodação dos utentes; aumento da capacidade instalada (número de leitos, serviços de urgência, internamento, cirurgia, ambulatório, consultas externas, hospital de dia, exames auxiliares de diagnóstico e serviços de apoio) e aumento da capacidade de resposta dos serviços diferenciados (obstetrícia, ginecologia, oncologia, abuso sexual e formação).

Neste sentido, o ministro dos Recursos Minerais, Petróleos e Gás, Diamantino Azevedo, enfatizou “a pertinência do aumento da capacidade de respostas das instituições de saúde do país, aumentando a oferta de serviços de assistência médica”.

O acto de consignação do projecto à empresa Mota Engil Angola decorreu hoje e contou com a presença do ministro dos Petróleos, Diamantino Azevedo, do governador da província da Huíla, Luís Nunes, do PCA da Agência Nacional de Petróleo e Gás, Paulino Jerónimo, entre outros altos funcionários da província.

Importa salientar que o projecto está avaliado em USD 11.000.000.00 (onze milhões de dólares) por um período de execução de 14 meses, e irá contribuir para a redução da morbidade e mortalidade materno-infantil, através da melhoria da oferta de cuidados e serviços de saúde às mulheres e aos recém nascidos.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.

Advertisement

Colunistas

© 2017 - 2022 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD