Connect with us

Sociedade

Huíla: activistas de Caconda saem às ruas para exigir serviços sociais

Published

on

Um grupo de jovens de Caconda, na província da Huíla, saiu este sábado às ruas do município para exigir do governo serviços sociais básicos.

Denominada Sakalé, a manifestação realizada neste sabado, 06, visou pressionar o governo a acelerar o processo de electrificação da vila sede do município.

Além da energia eléctrica, os manifestantes, que exibiram na marcha vários cartazes, reclamaram tambêm do facto de lhes ter sido cobrados 25 mil kwanzas de contrato de canalização do projectos Água para todos há já vários anos.

“Caconda também é Angola”, “25.000 é muito, Caconda acorda!”, “queremos a nossa água”, são algumas das frases que exibiram nos cartazes durante a marcha.

Os mesmos afirmam que as promessas não foram cumpridas, depois de terem pago as taxas exigidas, alegadamente para terem água potável a jorrar das torneiras das suas residências.

Caconda é um município da província da Huíla. Tem uma dimensão de 4 715 km² e cerca de 186 mil habitantes.

Territorialmente é limitado a norte pelos municípios da Ganda e do Longonjo (província de Benguela), a leste pelos municípios de Caála e Chipindo, a sul pelo município de Chicomba e a oeste pelo município de Caluquembe.

O município é constituído pela comuna-sede, correspondente à cidade de Caconda, e pelas comunas de Gungue, Uaba e Cusse.