Connect with us

Sociedade

Huambo: Mãe mata filha por crise de ciúmes

Published

on

Uma cidadã de 30 anos, de nome Dionísia Kassova, matou a filha de oito anos, ao atirá-la para o interior de uma cacimba, na sequência de uma crise de ciúme, derivada do facto de o seu cônjuge ter outra relação.

O caso ocorreu na passada segunda- feira no bairro da Lua Nova, no município da Caála, província do Huambo.

A autora, que confessou o crime às autoridades tradicionais do bairro Lua Nova, disse que atirou a filha, que em vida se chamava Rosa Ndjandja, numa cacimba à meia-noite, depois de ter passado o serão com os vizinhos, pelo simples facto do marido estar ausente de casa há vários dias, supostamente em casa da rival, e descontrolada pelo ataque de nervos, pegou a filha e a atirou para dentro da cacimba
Ouvido pelas autoridades, Emílio Ndjelembi, o pai da menor, mostrou-se inconformado com a atitude da mulher, tendo afirmado que não discutiu, em momento algum, com a esposa, considerando que a filha nada teve a ver com as crises passionais de sua mãe, apelando às autoridades judiciais a fazerem justiça.

O soba Laurindo Lunhihi lamentou a ocorrência e aconselhou a população, em particular os casais, a privilegiar o diálogo no seio familiar, abstendo-se de abraçar comportamentos e condutas indecorosas que “coloquem em causa a vida das pessoas”.

O caso já foi entregue às autoridades policiais do município na Caála, que ainda esta semana devem encaminhar o processo para a sala do Tribunal de Crimes local, para que Dionísia Kassova seja pre- sente a um juiz, que para a medida cabíveis.

 

C/ JA

 

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *