Connect with us

Politica

Hospital “Pedalé” não será apenas para classe política, afirma João Lourenço

administrador

Published

on

O Presidente da República, João Lourenço, assegurou, este sábado, que o Hospital Pedro Maria Tonha “Pedalé”, em construção, em Luanda, estará aberto ao público, contrariando informações de que o mesmo atenderia apenas a classe política do país.

O Titular do Poder Executivo inteirou-se do estado das obras da referida unidade hospitalar que, após a sua conclusão, deverá reduzir a dependência das evacuações médicas para o exterior do país.

“Imagina um hospital desses para servir a classe política, em nenhuma parte do mundo isso é possível, portanto o que foi dito não passa de mera especulação”, observou o Presidente João Lourenço.

O Chefe de Estado fez saber que os constrangimentos de ordem financeira para a construção do Hospital Pedro Maria Tonha “Pedalé”, em homenagem ao ex-ministro da Defesa do Governo angolano, serão resolvidos para que as obras não voltem a paralisar.

 A empreitada do hospital, localizado na zona do Gamek, distrito urbano da Maianga, teve início em 2012 e foi suspensa em 2016.

Um dos objectivos da referida unidade hospitalar, avaliada em 220 milhões de dólares, é dar resposta às solicitações da junta nacional de saúde e da junta médica militar.

A estrutura pretende ser a primeira unidade hospitalar acreditada por entidade internacional independente e uma referência regional ao nível de outros cuidados de saúde prestados, indicou o engenheiro Miguel Esteves, coordenador da comissão instaladora da obra.

Constituído por quatro núcleos principais, com destaque para o edifício de três andares, o hospital terá capacidade para 144 camas, 36 gabinetes de consulta externa, 16 salas de exame, 33 cadeiras de hemodiálises, cinco blocos operatórios, um dos quais destinados à cirurgia robótica.

A infra-estrutura contempla, também, um hotel com capacidade para 100 quartos e um edifício com 20 apartamentos de tipologia T2, entre outras áreas de trabalho.

A conclusão da referida obra está prevista para Maio de 2021.

C/ Angop

Continue Reading
Advertisement
1 Comment

1 Comment

  1. Avatar

    Franco

    16/02/2020 at 9:04 am

    Isso é óbvio, oque acontece é que ainda há gente na política que acha que o país pertence aos políticos… Não percebem o real propósito de haver sequer política. Servir o povo, as pessoas. Que o país continuee a andar pra frente!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (20)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (74)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (14)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania