Connect with us

Sociedade

Hospital Geral de Luanda suspende médica que agrediu pai de paciente

Published

on

A médica que terá agredido o pai de um paciente que reagiu ao óbito do filho no Hospital Geral de Luanda foi suspensa, informou a direcção daquela unidade de saúde.

Segundo a nota, no dia 17 de Dezembro, por alegada negligência médica, foi a óbito o paciente Fernando João Cassule, de 15 anos, que deu entrada nos serviços de urgência em estado clínico crítico, tendo sido criada uma equipa multissectorial de inquérito para que sejam apurados os factos.

A médica em serviço foi suspensa com efeito imediato e o HGL, informa o comunicado, avançando ainda que o hospital “mantém o compromisso inalienável com a ética e a deontologia, para a humanização dos serviços”.

“Reiteramos o compromisso de tudo fazer para, uma vez apurados os factos, termos a responsabilização exemplar dos implicados, a fim de se evitar que episódios desta natureza voltem a acontecer”, compromete-se a direcção do hospital.

Colunistas