Connect with us

Mbuandja na Kianda

Homens devem chorar durante a ejaculação?

Published

on

Sempre encarei o acto sexual como algo pessoal, natural, divino e intrínseco ao ser vivo.
Deus fez a nossa sexualidade com propósito de nos multiplicarmos, essencialmente. Não lhe interessaram as fantazias, invenções, prazeres, mudanças e tudo mais.

A ele interessou, sim, unir as pessoas de sexos diferentes e como resultado a procriação. Se dito do modo simplista -Deus pretendeu que as pessoas, por exemplo, se envolvessem e tivessem filhos.
É assim com as pessoas, com os bois, cabritos e cabras, pássaros e até mesmo os cães!

Os humanos surgiram e começaram a usufruir dela (a sexualidade) nesta linha de pensamento original. Aliás, é daqui que se diz que a posição “papá e mamá” é tão antiga quanto ao próprio acto sexual.

Interpretada essa ideia conclui-se que Adão e Eva quando cometeram naquele famoso jardim fizeram-no nesta posição secular.
Com o passar do tempo o homem, supostamente, evoluiu e com essa desvirtualizacao de um valor divino e tão natural surgiram outras posições, como se comprova no “camassutra” um dos livros mais lidos em todo o Mundo!

Mais do que as posições, entre os “apanha moeda, volante quebrado e senta no prego” a dita evolução não parou por ali. Avançou e perceberam que o uso do pénis e da vagina não correspondia mais os anseios dos “espertos”, pelo que trouxeram o conhecido sexo oral. Ou seja, começaram a fazer sexo envolvendo a boca, a língua.

Bastaram-se dos órgãos originais para esse efeito e passaram, inclusive, a utilizar a língua na vagina em substituição do pénis. As senhoras substituíram a vagina com a boca, os lábios e a língua e, mesmo assim, o prazer mas colina, parece ter sido mantido, – daí assim procura por esse serviço!

Para piorar a cena entenderam que os gritos, gemidos, suspiros e, para muitas, o choro fazia bem ao parceiro e, então, isso pegou. Todas aos gritos e às lágrimas…

Sob olhar triste, presumo, de Deus, os tais iluminados sexuais enventaram mais uma: entenderam inutilizar o órgão feminino. Dito de outro modo, abandonaram a vagina e passaram passaram a recorrer avó anus e tudo ficou invertido. Tristemente!

E, no final, nada mais sobrava e que não servisse aos caprichos sexuais… há quem, na verdade o que viria ali, já que tudo estava ao serviço do prazer carnal.

Na procura da resposta uns diziam que não se estranharam se um dia os olhos, as narinas, ouvidos fossem transformados em autênticos campos de batalha do sexo.

Agora, eis que surge mais uma “inovação”: – durante a ejaculação os homens passaram a CHORAR! gritos sérios, como se de um verdadeiro óbito se tratasse. (risos).

Mas, um homem deve mesmo chorar para manifestar sentimento prazeroso? Vocês acham que a sexualidade deve ser banalizada nestes termos?

Chorar, meus caros amigos? Mas que prazer é esse, de onde veio?

Enfim, não imagino o que virá depois dessa!

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *