Connect with us

Sociedade

Homem que matou Bruno Candé condenado a 22 anos de prisão

Published

on

O homem acusado de ter baleado mortalmente o actor Bruno Candé, em Julho do ano passado numa rua de Moscavide, em Loures, Portugal, foi hoje condenado a 22 anos e nove meses de prisão.

O homem, de 76 anos, estava acusado do crime de homicídio qualificado de Bruno Candé, ocorrido em 25 de Julho de 2020 e agravado por ódio racial.

Nas alegações finais, o Ministério Público português pediu uma pena não inferior a 22 anos de prisão efectiva para o arguido.

O MP de Portugal alertou para a postura do arguido, referindo que, durante as sessões de julgamento, demonstrou “indiferença” relativamente ao crime.

Em 13 de Maio, na primeira audiência do julgamento, o homem confessou o assassínio ao dizer ter disparado seis tiros contra o actor Bruno Candé.

Por Lusa