Connect with us

Politica

Hackers angolanos “derrubam” sites do Governo

Published

on

Os sites do Centro de Imprensa Aníbal de Melo (CIAM) e da Imprensa Nacional foram abaixo, nesta quarta-feira, 11, após ataques realizados por um grupo de activistas cibernéticos denominados “Anonymous Angola”.

Antes da página do CIAM ficar totalmente indisponível, era possível ler a mensagem deixada pelos “piratas digitais”, alertando que estão a reivindicar “uma Angola diferente”.

Anónimos

O colectivo “Anonymous” tem sido associado ao hackactivismo, colaborativo e internacional, realizando protestos e outras acções, muitas vezes com o objectivo de promover a liberdade na Internet e a liberdade de expressão. Acções creditadas ao “Anonymous” são realizadas por indivíduos não identificados que atribuem o rótulo de “anónimos” a si mesmos.

O ataque virtual aconteceu no mesmo dia que ocorreram protestos nas ruas de diversas províncias do país, muitos deles fortemente reprimidos pela polícia, que alega estar a zelar pelo “bem vida”, devido a pandemia de covid-19.

Manifestantes desvalorizam apelos de Paulo de Almeida e saem à rua